DestaquesPolítica

Ou Neto quebra tabu ou não vira governador

0

A política está imitando o futebol na tese, segundo a qual, tabu é para ser quebrado. A bola está com o ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), que quer se eleger governador da Bahia em 2022. Mas, o político terá que mudar algo histórico. Segundo estudo do jornal Tribuna da Bahia, nenhum prefeito de Salvador eleito pelo voto conseguiu chegar ao Palácio de Ondina.

Os exemplos recentes são Lídice da Mata (PSB) e João Henrique Carneiro (na época PRTB). Vale lembrar que os dois tentaram o feito, mas tinham contra si uma má avaliação das suas gestões. Ao contrário de Neto, que saiu bem avaliado da prefeitura.

De acordo ainda com o Tribuna, teve o caso de Antônio Imbassahy, que foi foi governador por alguns meses antes de ser prefeito. Isso porque, em 1994, o então governador ACM e o vice-governador Paulo Souto licenciaram-se dos cargos para concorrer a senador e a governador, respectivamente. Por ser o presidente da Assembleia Legislativa, Imbassahy assumiu o governo.

“Salvador tinha um direcionamento político específico ligado a um determinado nome de uma família tradicional, e no estado essa força política estava pulverizada nas regiões do estado. Cada região com sua elite política, e essas regiões unidas tinham um nome expressivo que, às vezes, condizia com o nome da família da capital e acabava virando governador”, explicou o professor de História, Rafael Dantas, ao jornal.

Compartilhe no WhatsApp

Não precisa casar para querer casa com o Feirão Digital da Caixa, até domingo

Previous article

Rui é top: governador é o que mais cumpriu promessas, segundo o G1

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.