DestaquesGeralPolítica

O cinismo de indicar cloroquina aos outros e celebrar a própria vacinação

0

Mais uma piada pronta do governo Bolsonaro. A mesma pessoa que usou e indicou cloroquina aos outros, celebrou sua vacinação com a vacina AstraZeneca. Trata-se da secretária de Gestão do Trabalho do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, a “Capitã Cloroquina”. É aquela história: “cloroquina nos outros é refresco”, configurando o cinismo que tem marcado integrantes do governo.

Ela publicou em suas redes sociais uma foto segurando seu cartão de vacinação contra a Covid-19. Ao postar que estava “devidamente vacinada contra a Covid-19”, foi ironizada por internautas: “Parou com o tratamento precoce?”, questionou um dos internautas. “Cloroquina pra gente e vacina pra vocês né”, ironizou outra usuária. “O chip já tá implantado. Agora só cloroquina para bloquear o acesso chinês”, escreveu um rapaz.

Segundo O Globo, Mayra Pinheiro contraiu a Covid-19 em março e disse que aderiu ao tratamento precoce com medicamentos comprovadamente ineficazes contra a doença. Pelo menos, cinco familiares também foram infectados pelo coronavírus.

Em seu depoimento na CPI da Covid, Pinheiro afirmou que o Ministério da Saúde orientou médicos em todo o país sobre o tratamento precoce contra Covid-19. Ela disse também que, diante do número de mortes pela doença durante a crise de oxigênio em Manaus, era “inadmissível não ter a adoção de todas as medidas”, em referência ao uso da cloroquina e da hidroxicloroquina. Para variar, negou responsabilidade da pasta sobre o caos na capital amazonense.

Compartilhe no WhatsApp

Sábado tem “bota-fora” no Jardim do Ó, em Itabuna: é o ato anti-Bolsonaro

Previous article

Vai mudar para servir melhor; Policlínica Dois de Julho terá novo endereço

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.