DestaquesPolítica

Em nota, PCdoB questiona processo de escolha do suplente de Otto

0

Com o afunilamento das discussões sobre as alianças para disputa das eleições de outubro, alguns procedimentos acabam gerando conflitos entre aliados, muito pela forma como são conduzidos.

É o que aconteceu na base do governo, com o processo de escolha para a suplência de Otto Alencar na chapa majoritária. O anunciado foi  Terence Lessa (PT), ex-prefeito de Ibotirama. O PCdoB mostra sua insatisfação em nota divulgada para a imprensa, neste domingo (10).

Confira a íntegra da posição da direção da legenda:

Quanto a indicação da vaga de suplente do senador Otto Alencar, que concorre a reeleição, o PCdoB da Bahia esclare:

1 – A informação divulgada de que a indicação do nome do suplente teria sido de forma unânime não corresponde com os fatos. O PCdoB, que pleiteia a indicação, não foi consultado, apenas fomos comunicados de uma decisão que deveria ter passado por um debate na Federação (PT-PCdoB-PV) e pelo conjunto dos partidos da base aliada do governo do estado.

2 – O PCdoB – Bahia é contra a indicação de mais um nome de um partido que já compõe a chapa majoritária. A chapa deve refletir o conjunto da participação das forças políticas que compõem a aliança.

3 – Portanto, registramos a nossa insatisfação com o processo de decisão, o que não ajuda na boa relação das forças políticas que compõem a coligação e na condução da campanha.

Salvador, 10 de Julho de 2022.

Comissão Executiva Estadual do PCdoB

Compartilhe no WhatsApp

Eleitoreiro, Bolsonaro aumenta Auxílio Brasil e reduz programas sociais

Previous article

Ilhéus ganha escadarias e praça em duas comunidades

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.