DestaquesPolítica

Eleitoreiro, Bolsonaro aumenta Auxílio Brasil e reduz programas sociais

0

Reportagem da Folha de S.Paulo reforça a tese de quem a PEC que amplia os benefícios sociais é apenas uma jogada eleitoreira do presidente Jair Bolsonaro (PL). Primeiro, porque só garante as melhorias até dezembro deste ano. Depois, a publicação revela que “o governo acumula dados negativos em outros programas sociais”.

Segundo a Folha, nesses quase quatro anos de gestão “o governo fez sucessivos cortes nas verbas para habitação, saúde e educação da população mais pobre”. Pode-se observar que o orçamento do programa Casa Verde Amarela teve R$ 1,2 bilhão neste ano, o menor da história. Enquanto o anterior, o Minha Casa, Minha Vida tinha, em média, R$ 12 bilhões por ano. E o governo ainda acabou com a faixa que atendia as

Em plena pandemia, a cobertura da Farmácia Popular reduziu bastante: de 22,8 milhões beneficiados, ficou com 1,2 milhão a menos de brasileiros, que ficaram sem medicamentos básicos gratuitos para hipertensão, diabetes, asma, e controle de rinite, Mal de Parkinson, osteoporose e glaucoma, que são vendidos com desconto de até 90%. O orçamento perdeu R$ 800 milhões.

Na educação, pelo levantamento do jornal, o Fies (programa que estimula o acesso da população carente às universidade) teve as verbas reduzidas de R$ 22 bilhões, em 2018, para R$ 5,5 bilhões neste ano. Desde 2020, o número de contratos assinados tem sido praticamente a metade da quantidade de vagas oferecidas.

com informações da Folha de S.Paulo

Compartilhe no WhatsApp

Em 24 horas, Bahia registra mais de 4 mil casos de Covid-19

Previous article

Em nota, PCdoB questiona processo de escolha do suplente de Otto

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.