DestaquesEconomia

Bahia “dá chocolate” com governo ajudando a ampliar produção de cacau e doces

0

A agricultura familiar da Bahia tem mostrado sua força, especialmente quando tem apoio de políticas públicas do governo Rui Costa (PT). Na região sul, especialmente, quanto à produção de cacau e chocolates, os nossos agricultores “dão um chocolate” na concorrência. É goleada, sim. Eles garantem várias opções (chocolates finos, premium, gourmet, com 20, 30, 40, 50 e até 100% cacau) com destaque nas vendas e no consumo do país.

Por isso, a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) decidiu implementar novas ações e políticas para o setor na região do cacau. Segundo o Chefe de gabinete da SDR, Jeandro Ribeiro, dos 68 mil estabelecimentos que plantam cacau na Bahia, 53 mil são da agricultura familiar. “Nunca na história da Bahia a agricultura familiar recebeu tanto investimento, nestes últimos seis anos foram investidos mais de R$ 42 milhões em projetos de inclusão socioprodutiva em toda a região produtora de cacau e derivados”, destacou.

De acordo com a SDR, os chocolates da Bahia Cacau, marca da Cooperativa da Agricultura Familiar e Economia Solidária da Bacia do Rio Salgado e Adjacências (Coopfesba), localizada em Ibicaraí, despontam no mercado. São comercializados em 40 municípios baianos e em seis estados brasileiros, gerando faturamento anual de R$900 mil para a cooperativa e uma renda mensal de cerca de um salário mínimo para 104 cooperados.

APOIO E NOVAS AÇÕES

Esse resultado é fruto de R$ 3 milhões em investimento do governo pelo Bahia Produtiva, executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR). “Com o apoio do Estado à agricultura familiar, são estendidas a produção e a estratégia do mercado, além de propiciar a aquisição de equipamentos, além da melhoria na qualidade do cacau. Seremos identificados e caracterizados como os melhores chocolateiros do mundo, no futuro bem próximo”, comemora o presidente da Coopfesba, Osaná Crisóstomo.

Quem celebra a valorização do cacau produzido na Cooperativa de Serviços Sustentáveis da Bahia (Coopesba), de Ilhéus, é a presidente Carine Assunção. “Somos conhecidos pela fabricação de chocolates veganos, da marca Natucoa, que comercializa chocolates nas versões 56%, 70% e 80% de cacau. A Natucoa tem comercializado, mensalmente, cerca de uma tonelada de mix de pó de chocolate, que são distribuídos na Bahia, Rio de Janeiro, Sergipe, São Paulo Rio Grande do Sul e Goiás.

Com informações e foto da Secom 

Compartilhe no WhatsApp

No contra-ataque, jogadores da Seleção se rebelam e dizem não a Copa América

Previous article

Anvisa aprova e baianos poderão ter 9,7 milhões de doses da vacina Sputnik V

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.