DestaquesEconomiaPolítica

Após 40 dias no cargo, 3º presidente da Petrobras é demitido

0

O Ministério de Minas e Energia anunciou, na noite desta segunda (23), a demissão do presidente da Petrobras, José Mauro Ferreira Coelho, após 40 dias no cargo. Ele foi o terceiro comandandante da estatal no governo Jair Bolsonaro (PL).

Para o seu lugar, o governo decidiu indicar Caio Mário Paes de Andrade, auxiliar do ministro Paulo Guedes no Ministério da Economia, onde ocupava o cargo de secretário de Desburocratização. Sua indicação precisa ser aprovada pelo Conselho de Administração da Petrobras, onde o governo tem maioria por ser o acionista majoritário da empresa.

Os três demitidos da presidência da Petrobras foram vitimados pela progressiva elevação do preço dos combustíveis. Pré-candidato à reeleição, Bolsonaro cobrou de todos eles que os preços fossem contidos. O presidente chamou de “estupro” o lucro da estatal e pressionou a empresa a não reajustar preços.

Acontece que a Petrobras está submetida ao critério de paridade internacional. Essa política adotada pelo governo Michel Temer em 2016 é que faz o preço dos combustíveis variar de acordo com a cotação do barril de petróleo no mercado internacional e das oscilações do dólar.

GRIFO NOSSO – É mais um episódio de falta de comando do governo Bolsonaro na maior empresa brasileira, que tem relação direta com as altas nos preços dos combustíveis e do gás de cozinha, que penalizam a população.

com informações do G1

Compartilhe no WhatsApp

Roma questiona apoio do presidente a Neto e reafirma candidatura; TEM RESUMO

Previous article

Feira da Economia Criativa em Ilhéus reúne cerca de 100 expositores

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.