DestaquesPolítica

Pode azedar para secretário de saúde; oposicionistas cobram posição de Rui

0

As ofensas do secretário de Saúde Fábio Vilas-Boas à Angeluci Figueiredo, chef do restaurante Preta, na Ilha dos Frades, continua rendendo e repercutiu no meio político. Deputados da oposição cobraram, nesta segunda (2), um posicionamento do governador Rui Costa (PT) sobre a atitude do seu secretário.

Em sua conta no Twitter, o presidente do PDT da Bahia, deputado federal Félix Mendonça Júnior, lamentou o episódio e cobrou respostas. “Minha irrestrita solidariedade à chef, que foi vítima de uma agressão imperdoável por parte de uma autoridade do governo do estado que deveria dar o exemplo de respeito à vida. Isso não pode ficar impune. O governador precisa se manifestar”, escreveu.

Na mesma linha, o líder da Oposição na Alba, deputado estadual Sandro Régis (DEM), pediu um posicionamento sobre as agressões verbais do secretário e um pronunciamento da Comissão dos Direitos da Mulher da Casa. “Esse tipo de declaração não condiz com o posto que ocupa o médico Fábio Vilas-Boas. As agressões à empresária são graves e exigem um posicionamento do governo do estado. Não podemos admitir, em hipótese alguma, que integrantes do governo baiano tenham esse tipo de comportamento e saiam impunes”, disse.

Tudo aconteceu depois que Fábio Vilas-Boas encontrou o restaurante fechado no domingo (1º), e ofendeu Angeluci chamando-a de “vagabunda”. A chef explicou que não abriu o estabelecimento porque a Capitania dos Portos recomendou a restrição de navegação no local, em função da instabilidade climática. Assim, ela cancelou o atendimento. O Secretário chegou a se retratar pedindo desculpas, mas o estrago já tinha sido feito.

Com informações do Metro1

Compartilhe no WhatsApp

Sem citar Bolsonaro, presidente do STF manda recado firme

Previous article

Festival de Talentos e live sobre literatura na semana da educação em Ilhéus

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.