DestaquesPolítica

O fuzuê vai render com os dilemas de ACM Neto, DEM, Patriotas e Bolsonaro

0

A filiação do senador Flávio Bolsonaro ao Patriota, e a possibilidade de o presidente Jair Bolsonaro também integrar a legenda agitou partidários em Salvador. Isso porque o partido sempre esteve fechado com o ex-prefeito ACM Neto, presidente nacional do DEM e crítico do chefe do Executivo federal, mesmo com lideranças do Democratas integrando o governo.

Dividido internamente, lideranças patriotas da capital deram o recado. Segundo o site Bahia Notícias, mesmo com alguns simpáticos ao “capitão”, filiados afirmam que seguirão com ACM Neto. No piso escorregadio da política, o presidente do Patriota em Salvador, Jean Sacramento, mostra simpatia pelo bolsonarismo, mas acena que Bolsonaro no partido “não pode culminar num choque com a aliança firmada com Neto.”

“Não pretendo fazer oposição a ACM Neto. Se for algo direcionada, anti-Neto, vou reunir. Na base tem um grupo que defende Bolsonaro e outros não. Em Salvador a certeza que, acontecendo a entrada de alguém indicado por Bolsonaro na Bahia, teremos que ver como fica”, disse ao BN.

CENÁRIO CONFUSO

A confusão na atual política brasileira é tanta que Sacramento sinalizou a possibilidade de o vereador Alexandre Aleluia (DEM) assumir a presidência da sigla no estado. Isso pode ter algo de concreto, uma vez que o parlamentar tem chocado com o DEM e anda próximo ao pensamento bolsonarista.

Outras lideranças que vão na mesma linha é o Líder do Patriota na Câmara Municipal, Sandro Bahiense, e a vereadora Roberta Caires . “Nosso posicionamento em Salvador é seguir alinhado ao prefeito Bruno Reis e do futuro governador ACM Neto”, disse Bahiense. “Fui eleita com a base de Neto. Se tiver a menor movimentação a nível estadual, de lançamento de candidatura que não seja a de ACM Neto, já estamos alinhados e não permanecemos”, enfatizou Roberta.

COMBINAR COM OS RUSSOS

Como nem tudo são flores, o 1º vice-líder do partido na Câmara, Átila do Congo, já disse que sairá do partido e que vai recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para conseguir a descompatibilização. O deputado estadual Josafá Marinho afirmou que só iria tomar uma decisão após comunicação oficial da executiva nacional.

Agora, todo mundo precisará combinar com os russos para 2022. Candidatíssimo a governador, ACM Neto vai conseguir se descolar de Bolsonaro com o DEM tendo ministros e cargos no governo? Bolsonaro no Patriota vai exigir que Neto lhe apoie para lhe ajudar a chegar ao governo baiano? ACM Neto aceitaria o apoio de alguém que está indo ladeira a baixo? Esse fuzuê vai render muito, ainda.

A Redação

Compartilhe no WhatsApp

Vai sair do papel e ganhar estrada com a licitação da rodovia Ilhéus-Itabuna

Previous article

Saúde mais forte em Itabuna após Sesab liberar recursos

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.