DestaquesPolítica

Lula diz que seu candidato é Jerônimo; Neto “ponga” no petista com “LuNeto”

0

A festa da Independência da Bahia, neste sábado (2), foi o primeiro grande momento de visibilidade para os candidatos que disputarão votos em outubro. Três presidenciáveis participaram: Lula (PT), Ciro Gomes (PDT) e Simone Tebet (MDB).  Marcaram presença, pela disputa do governo baiano, ACM Neto (UB) e Jerônimo Rodrigues (PT). Os pré-candidatos Jair Bolsonaro e João Roma realizaram passeio de moto pela Orla de Salvador.

Depois da caminhada, o ex-presidente Lula reforçou o seu apoio à pré-candidatura de Jerônimo Rodrigues. “Eu quero repetir para vocês. A gente não pode falar de eleição, não pode falar em número, não pode falar nada. Mas quero que vocês saibam. Aqui, na Bahia, eu tenho um candidato e é o companheiro Jerônimo Rodrigues”, declarou Lula, durante o evento na Arena Fonte Nova.

Em sua fala, Jerônimo destacou que a Bahia vai seguir o caminho das transformações que mudaram o estado, iniciado por Wagner e ampliado por Rui Costa.  “Se Rui fez tudo o que está fazendo tendo um presidente contra, nós poderemos fazer muito mais ainda pelo povo baianos com Lula na PresidÊncia”, destacou.

ACM NETO

Também durante o cortejo, o ACM Neto elogiou as declarações de Lula feitas duranta entrevista a Mário Kertész na Rádio Metropole, e fez questão de dizer que dará liberdade ao eleitor, se este quiser votar em ambos nas eleições deste ano – a dobradinha “LuNeto”.

O petista disse que “todo mundo sabe” que ele apoia Jerônimo, mas lembrou que quando foi presidente (2006-2010) não olhava a questão ideológica do governador.

“Para mim, está muito claro que nosso discurso, de que qualquer um que seja eleito (presidente) nós vamos procurar para tratar do interesse do nosso estado, para discutir os projetos para a Bahia, isso se reforça óbvio com as declarações do ex-presidente Lula”, ressaltou o ex-prefeito.

GRIFO NOSSO – Parece que Neto tenta “pongar” na popularidade de Lula e descolar sua imagem do presidente Jair Bolsonaro. Mas, o baiano era presidente nacional do DEM quando endossou a ida de três membros do partido para ser ministros do governo, que colocou o Brasil nessa situação crítica. Além da legenda ter votado a favor de todas as medidas que aprofundaram a crise atual.

com informações do Metro1

Compartilhe no WhatsApp

Cinco novas viaturas reforçam Guarda Civil Municipal de Itabuna

Previous article

Triste Brasil Top 10: está entre os dez piores países para se trabalhar

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.