DestaquesPolítica

“Filhinho 02 do papai ” quer brincar de espião com dinheiro público

0

Parece que a família Bolsonaro transformou o governo em um grande playground infantil para várias brincadeiras dos filhos. Agora, o “02” (vereador Carlos Bolsonaro, PRB-RJ)) causou insatisfação a militares do GSI (Gabinete de Segurança Institucional) e dentro da Abin (Agência Nacional de Inteligência).

Tudo porque “o menino” quer que o governo compre o sistema de espionagem israelense Pegasus, e não colocou esses órgãos nas negociações. Segundo o UOL apurou, o programa já foi usado para espionar celulares e computadores de jornalistas, ativistas e críticos de governos ao redor do mundo.

Em setembro de 2018, o projeto de Direitos Humanos do Citizen Lab, da Universidade de Toronto, no Canadá, revelou que o Pegasus chegou a coletar dados de cidadãos de 45 países, incluindo de brasileiros. O sistema já foi “abusivamente usado” para espionar civis no México, Marrocos, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, entre outros.

Recentemente, a empresa ligada aos interesses de “02” abandonou a licitação do Ministério da Justiça e Segurança Pública para a contratação do aparelho. Justamente após o UOL mostrar o envolvimento do vereador Carlos na negociação. Ainda segundo o portal, fontes ouvidas afirmam que “filhinho do papai” tenta usar as estruturas do Ministério da Justiça e da PF (Polícia Federal) para expandir uma “Abin paralela”, para ter grande influência.

É mole, querer brincar de espião com dinheiro público? Só vai “se queimar”.

Compartilhe no WhatsApp

E foi por justa causa: TSE autoriza desfiliação de Tabata Amaral do PDT

Previous article

Não precisam ser tops, mas loteamento de Itabuna quer serviços básicos da prefeitura

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.