DestaquesPolítica

Em testes, investigadores não conseguem alterar votos ou afetar apuração da urna

0

Em mais uma demonstração da segurança do processo eleitoral, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) concluiu, nesta sexta (13), a última rodada de testes públicos de segurança nas urnas eletrônicas que serão usadas nas eleições de outubro. Segundo a corte, os investigadores não conseguiram alterar nenhum voto, mudar o resultado da urna ou fraudar o processo eleitoral.

Os chamados “testes de confirmação” começaram na quarta (11). Nessa etapa, os investigadores que encontraram falhas no primeiro exame, em novembro de 2021, voltaram ao tribunal para verificar se as vulnerabilidades apontadas tinham sido resolvidas.

Em novembro, durante seis dias, especialistas em tecnologia da informação tentaram acessar o sistema das urnas a fim de identificar possíveis falhas de segurança. O trabalho reuniu investigadores, hackers, programadores, representantes de universidades e peritos da Polícia Federal.

Ao final, apenas cinco dos 29 “ataques” ao sistema conseguiram burlar alguma das barreiras de proteção do TSE. Mas, nenhum deles chegou perto de acessar o sistema das urnas ou da apuração, segundo informou o presidente do tribunal à época, ministro Luís Roberto Barroso.

com informações do G1

Compartilhe no WhatsApp

Pré-candidatos podem iniciar vaquinha virtual no domingo

Previous article

Estradas vicinais de Ilhéus recebem melhorias da Prefeitura

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.