A RegiãoDestaquesPolítica

Em Maraú, ex-vereador Rogério Lemos se filia ao PCdoB

0

O PCdoB em Maraú ganhou mais força política com a filiação do ex-vereador Rogério Lemos, em ato realizado neste último (11). Seguramente, vai contribuir com o projeto político e eleitoral da legenda para a Assembleia Legislativa e a Câmara Federal.

Agricultor Familiar, Rogério foi vereador por dois mandatos consecutivos, sendo eleito, pela primeira vez, em 2102 e reeleito em 2016. E quase se elegeu prefeito na última eleição, em 2020, quando ficou em segundo obtendo 4.428 votos (40,31%). Em 2014, teve 2.194 votos para deputado federal.

“Estou muito feliz em ser acolhido pelo PCdoB. Fui muito bem recebido por Davidson, Wenceslau e toda a militância, vou trabalhar duro para retribuir a confiança em mim depositada”, afirmou Rogério.

Presidente do PCdoB no estado, o secretário do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte Davidson Magalhães celebrou. “A filiação de Rogério compõe o esforço partidário para derrotar o retrocesso do atual governo federal e manter o estado da Bahia no caminho certo”, disse.

DOBRADINHA FORTE

O novo filiado entra no partido para representar a legenda na região do Baixo Sul, uma vez que tem seu nome cogitado como pré-candidato a deputado estadual pelo PCdoB.

“Rogério é um jovem líder comprometido com o desenvolvimento social de Maraú e do Baixo Sul. Ele está completamente sintonizado com a política do nosso partido, pois a sua atuação política sempre foi em defesa dos que mais precisam”, afirmou Wenceslau Junior, dirigente do PCdoB de Itabuna e chefe de gabinete da Bahiagás.

Visto no partido como nome forte para disputar uma vaga na Câmara Federal, Wenceslau já foi candidato a deputado estadual, obtendo 31.832 votos e ficando na primeira suplência.

Rogério segue atuando no município, principalmente no apoio aos agricultores familiares e à economia solidária. Tem grande força política em Maraú e pode fazer uma dobradinha forte com Wenceslau no Baixo Sul.

O ato respeitou o distanciamento social, foi disponibilizado álcool em gel e todos os participantes utilizaram máscaras.

Compartilhe no WhatsApp

Bolsonaro será investigado pela PF por possível prevaricação no caso Covaxin

Previous article

Ilhéus mira futuro com projeto 4.0 na educação, em parceria com a Positivo

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.