A RegiãoDestaques

Vereadores dão show de unidade e aprovam auxílio para artistas de Itabuna

0

Os artistas e trabalhadores da cultura de Itabuna terão um auxílio financeiro para enfrentar o momento difícil da pandemia. A Câmara Municipal aprovou, nesta quinta (5), o projeto do Executivo que garante o benefício por três meses. Para isso, os vereadores também aprovaram a abertura de crédito adicional para a Prefeitura no valor de R$ 306 mil, recurso que será viabilizado pela FICC (Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania).

Presidida pelo vereador Sivaldo Reis (PL), a sessão foi marcada pela unanimidade de posicionamentos sobre a urgência do amparo à classe artística. “Eu me sinto honrado em presidir essa sessão de fundamental importância para nossa cidade; aprovamos o auxílio que, com certeza, vai ajudar muito esses profissionais que sempre fizeram um lindo trabalho em nosso município. Foi uma discussão plural, porque todos os vereadores entendem a relevância dessa matéria”, pontuou.

A relatora do projeto, Wilma de Oliveira (PCdoB), falou da importância do projeto. “A Câmara se reuniu para dar vida a esse projeto que estava sendo clamado pela comunidade artística; porque a cultura envolve vários segmentos – não só a música. É importante a Casa dar essa resposta. fizemos reuniões extraordinárias, face à responsabilidade que temos com essa comunidade, sobretudo nesse momento de dificuldade”, declarou.

Também músico, o vereador Pancadinha (PMN) destacou a agilidade da Casa. “Hoje é um dia de alegria! Estamos concretizando uma luta que vem desde janeiro, para os músicos, capoeiristas, artesãos, o pessoal do teatro. O projeto passou com celeridade total”, celebrou. Manoel Porfírio (PT) reiterou o esforço do presidente Erasmo Ávila (PSD) e de Pancadinha para que fosse tomada uma providência legal para dar socorro aos artistas da cidade.

REGRAS

As pessoas contempladas pelo auxílio devem atuar há mais de três anos em Itabuna, ter renda per capita de até meio salário mínimo e possuir registro atualizado no Cadastro de Cultura e Turismo (CADCULT), uma plataforma própria da FICC. A Fundação deve fazer uma chamada pública para os beneficiários e terá autonomia para nova seleção, caso o número de vagas não seja preenchido de forma integral.

Com informações da Câmara Municipal

Compartilhe no WhatsApp

Privatização dos Correios mostra quem é quem na bancada baiana

Previous article

Baixando o nível, Bolsonaro xinga ministro Barroso de “F.D.P.” e depois apaga vídeo

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.