DestaquesPolítica

Querem apagar o Brasil e 20 deputados baianos ajudam a privatizar a Eletrobras

0

Parece que os 20 deputados baianos que votaram pela privatização da Eletrobras esqueceram do apagão no Amapá. Culpa da empresa privada espanhola ISOLUX, o problema foi resolvido pela Eletrobras. É considerado um dos maiores do Brasil, desde o Apagão de 1999, e atingiu 13 dos 16 municípios daquele estado.

A lição não foi suficiente e a Câmara dos Deputados aprovou, nesta segunda (21), o texto-base da MP que viabiliza a privatização da Eletrobras, maior empresa de energia elétrica da América Latina. Ao contrário do que diz o governo, especialista apontam que haverá aumento do valor da conta de energia elétrica. Vale lembrar que Bolsonaro era contra a privatização antes das eleições. Mas, depois de eleito, mandou a proposta para o Congresso.

Foram 258 votos favoráveis e 136 contrários. O texto segue para sanção presidencial. Dos 32 deputados baianos presentes na sessão, 20 foram favoráveis, 7 se posicionaram contra e cinco votaram pela obstrução, que também é contra. Querem apagar o Brasil e vários baianos ajudaram.

VOTARAM SIM

Abílio Santana (PL)
Adolfo Viana (PSDB)
Alex Santana (PDT)
Antonio Brito (PSD)
Arthur Maia (DEM)
Cacá Leão (PP)
Claudio Cajado (PP)
Elmar Nascimento (DEM)
Igor Kannário (DEM)
José Nunes (PSD)
João Carlos Bacelar (PL)
Márcio Marinho (Republicanos)
Paulo Azi (DEM)
Paulo Magalhães (PSD)
Professora Dayane Pimentel (PSL)
Raimundo Costa (PL)
Ronaldo Carletto (PP)
Tia Eron (Republicanos)
Tito (Avante)
Uldurico Junior (Pros)

VOTARAM NÃO

Alice Portugal (PCdoB)
Bacelar (Podemos)
Charles Fernandes (PSD)
Daniel Almeida (PCdoB)
Jorge Solla (PT)
Mário Negromonte Jr. (PP)
Otto Alencar Filho (PSD)

OBSTRUÇÃO

Félix Mendonça Júnior (PDT)
Lídice da Mata (PSB)
Marcelo Nilo (PSB)
Valmir Assunção (PT)
Waldenor Pereira (PT)

Com informações do Bahia Notícias e UOL

Compartilhe no WhatsApp

Itabuna tem 230 vagas de emprego oferecidas pelo SineBahia

Previous article

Bolsonaro mandou comprar vacina indiana com preço 1.000% mais alto

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.