DestaquesEconomia

Na pressão, relator da Reforma Tributária recua e mantém vale-alimentação

0

Depois da pressão do movimento sindical, da resistência de setores empresariais e da oposição no Congresso Nacional, o relator da Reforma Tributária, deputado Celso Sabino (PSDB-PA), anunciou que vai retirar do texto a medida que previa o fim do vale-alimentação (LEIA AQUI).

“Se houver algum risco de um único trabalhador brasileiro perder seu vale-alimentação em decorrência da proposta não levaremos o texto ao plenário.  Vamos retirar do texto qualquer menção ao programa de alimentação do trabalhador”, disse, ao lado do ministro da Economia, Paulo Guedes.

O deputado também afirmou que os dividendos distribuídos por empresas do Simples Nacional continuarão isentos. E que deve subir o limite de isenção de micro e pequenas empresas para acima de R$ 20 mil mensais.

Criado em 1976, o PAT dá desconto no imposto de renda para as empresas que oferecem benefícios alimentares aos empregados dessas, o que inclui o VR (vale-refeição), VA (vale-alimentação) e também refeitórios no local de trabalho.

Sindicatos e trabalhadores devem ficar atentos para garantir que o tema não volte ao texto na votação no Congresso Nacional.

Com informações do Diap

Compartilhe no WhatsApp

Baiano Hebert Conceição garante bronze e busca medalha de ouro

Previous article

Expectativa da CNC para Dia dos Pais é de R$ 6,03 bilhões na economia

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.