A RegiãoDestaquesPolítica

Câmara de Itabuna respalda ItaPedro e prestação de contas

0

Em sessão que avaliou o ItaPedro, a Câmara de Vereadores respaldouo capítulo final do evento. Desde o início, o aval do Legislativo vem de forma institucional. Entre os etapas, a aprovação do orçamento, onde estão garantidas as festas populares, e a fiscalização, para ser realizado exatamente o proposto.

O presidente da Casa, Erasmo Ávila (PSD), destacou ter solicitado que passasse pelo crivo dos edis também a fase onde foram mostrados os números a ilustrar o resultado alcançado. “Lá no início, aprovamos um orçamento para que fossem realizadas diversas atividades, dentro do organograma do Executivo. Agora, vamos nos debruçar sobre os processos, mas parabenizamos e estamos vendo que tudo foi feito com muita legalidade”, assinalou.

Realizado pela FICC (Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania), o evento teve um custo de aproximadamente R$ 3,7 milhões. Este valor total envolve R$ 700 mil repassados pelo governo estadual, através da Bahiatursa. Segundo o presidente da entidade, Aldo Rebouças, a intensão é seguir realizando festas tradicionais. Das 250 mil pessoas que circularam nos quatro dias de festa, o auge foi o sábado, quando compareceram 100 mil.

Ele lembrou a presença de mais de 40 artistas locais numa grade de apresentações que continuará ao longo de julho. O local continuará com música para reunir famílias nos finais de semana. “Será no mesmo clima do ItaPedrinho, como o prefeito nos pediu”, informou.

MILHÕES MOVIMENTADOS

De acordo com o secretário de Indústria, Comércio, Emprego e Renda, ex-vereador José Raimundo, a movimentação econômica foi de aproximadamente R$ 7,2 milhões, apenas no entorno da arena de apresentações.

“Teve quem conseguisse 10 mil reais em uma noite, no Banco Raso”, exemplificou, lembrando que os números ainda serão reunidos de forma mais aprofundada. E citou, ainda, o quão beneficiada foi a economia da região como um todo. É o caso, por exemplo, do aluguel de vans para transportar pessoas de cidades circunvizinhas (muitas delas, inclusive, locadas em Itabuna).

A explanação envolveu áreas como economia, transporte, infraestrutura, saúde, além do aparato garantido pelas forças de segurança (Polícias Civil, Militar, Rodoviária, Corpo de Bombeiros e Guarda Municipal).

com informações da Câmara Municipal

Compartilhe no WhatsApp

Projeto que permite zerar IPVA de motos de até 170 cilindradas é APROVADO

Previous article

Bahia é 2ª em receita com turismo, mas só 15% dos baianos viaja

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.