A RegiãoDestaques

Cacique Babau recebe título de Doutor Honoris Causa da UNEB

0

Os povos indígenas e os defensores das suas causas estão em festa nesta quarta (30). A UNEB realiza, às 19h, a cerimônia de outorga de concessão do título de Doutor Honoris Causa a Rosivaldo Ferreira da Silva, o cacique Babau Tupinambá. Haverá transmissão online, no canal da TV UNEB, no YouTube.

“Cacique Babau é uma personalidade conhecida internacionalmente como referência de luta pelos povos indígenas do Brasil. O título concedido a ele é uma forma de homenagem ao povo tupinambá, aos povos indígenas e aos nossos antepassados. Iniciativas como esta fortalecem o papel da universidade de ser democrática e promover igualdade de condições e direitos entre os diferentes povos”, justificou Vitor Amaral, estudante de Pedagogia do campus de Teixeira de Freitas e representante do Conselho Universitário (Consu).

A honraria foi Proposta por Amaral e aprovada, em 2019, pelos membros Consu da universidade. A solenidade será presidida pelo reitor José Bites de Carvalho e vice-reitor Marcelo Ávila, com a presença dos membros Conselho e da comunidade acadêmica.

O título de Doutor Honoris Causa da UNEB é conferido a professores, cientistas, educadores e personagens eminentes, nacionais ou estrangeiros, não pertencentes ao quadro da universidade, que tenham prestado serviços relevantes ao ensino, à pesquisa, às letras ou às artes.

Já foram agraciados o então presidente da África do Sul, Thabo Mbeki; o dramaturgo e ativista político, Abdias do Nascimento; o historiador e escritor baiano, Luís Henrique Tavares; a líder religiosa Mãe Stella de Oxóssi e o educador e primeiro reitor da universidade, Edivaldo Boaventura.

Grande líder indígena Tupinambá

Babau é líder na Terra Indígena Tupinambá, situada nos municípios de Ilhéus, Una e Buerarema, região sul da Bahia, na qual vivem mais de 4,6 mil indígenas. Por conta dos confrontos, foi preso diversas vezes e teve sua vida ameaçada por defender os direitos dos povos indígenas na localidade.

A perseguição ao cacique ganhou atenção das entidades de Direitos Humanos mundiais e cobranças ao governo brasileiro para medidas de proteção ao líder indígena. Em 2018, Babau recebeu da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), a Comenda Dois de Julho, em reconhecimento pela sua luta na defesa dos direitos dos povos indígenas.

Com informações da UNEB

Compartilhe no WhatsApp

Calado em duas línguas, Carlos Wizard depõe na CPI da Covid

Previous article

Pode passar reto que a Emasa acelerou a operação Tapa-Buraco em Itabuna

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.