DestaquesGeral

Governo baiano reforça Obras Sociais Irmã Dulce com R$ 197 milhões

0

As Obras Sociais Irmã Dulce (OSID), em Salvador, terão um reforçoa anual de R$ 197,6 milhões, para garantir a oferta de serviços ambulatoriais e hospitalares para os baianos. O governador Rui Costa (PT) assinou novo contrato com a entidade filantrópica, que contempla a oferta de 727 leitos para a Central Estadual de Regulação em diversas especialidades, além de leitos de UTI adulto e pediátrico.

“Conseguimos encontrar os caminhos para viabilizar um aumento bastante razoável do contrato com as Obras Irmã Dulce, buscando um equilíbrio entre receita e despesa dessa instituição que é extremamente importante para auxiliar a rede estadual de saúde de assistência hospitalar. Além dessa ampliação do valor do contrato, o Governo do Estado se comprometeu em realizar as ampliações físicas necessárias para aumentar a oferta de serviços de alta complexidade aqui no hospital”, destacou o governador.

Para a Secretária da Saúde Adélia Pinheiro, “diante do aumento progressivo dos custos operacionais das entidades filantrópicas, redução do investimento federal em entidades de ensino, a ausência de reajuste federal da tabela SUS, bem como a necessidade de manter e ampliar a prestação de serviços de saúde, o Governo do Estado realizará um aporte adicional de até R$ 19,4 milhões, totalizando os R$ 197 milhões, contribuindo, decisivamente, para a manutenção da oferta de serviços da Osid”.

Segundo a superintendente da OSID, Maria Rita Pontes, o apoio do Governo do Estado ajuda a instituição a respirar e a buscar fôlego para continuar na luta. “Com esse contrato, ganhamos ânimo e esperança para resolver as nossas pendências. A luta continua, principalmente nesse momento de alta da inflação, mas com o apoio estadual vamos ultrapassar essas dificuldades com mais tranqüilidade”.

A OSID

A entidade é composta de 21 núcleos, 20 deles no Largo de Roma, na Cidade Baixa, em Salvador. No outro núcleo, a Osid mantém o Centro Educacional Santo Antônio (CESA), uma escola em tempo integral, com foco na qualidade do ensino básico que atende mais de 800 crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social.

Em sua estrutura funciona um dos maiores complexos de saúde 100% SUS do país, com cerca de 3,5 milhões de procedimentos ambulatoriais por ano a usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), idosos, pessoas com deficiência e com deformidades craniofaciais, pacientes sociais, pessoas em situação de rua, usuários de substâncias psicoativas e crianças e adolescentes em situação de risco social.

com informações do governo da Bahia

Compartilhe no WhatsApp

Anatel faz consulta pública para padronizar carregadores de celular

Previous article

Receita Federal alerta para golpe do falso IOF antecipado via Pix

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.