DestaquesPolítica

Brasil espião: Abin infiltrou agentes do governo nos protestos

0

A informação de que a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) transferiu agentes de outros estados para que se infiltrassem nos protestos contra o governo, mostra que o Brasil vivem um momento policialesco em pleno século 21, e no regime democrático.

Segundo o Blog do Noblat, no portal Metróples, às vésperas das manifestações contra o presidente Jair Bolsonaro, dia 3, a Abin transferiu agentes de outros estados para que acompanhassem os atos em Brasília, Rio e São Paulo. Relatos de pessoas apontam que alguns estavam portando armas.

O portal destaca que a Agência é subordinada ao Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, comandado pelo general e ministro Augusto Heleno. E ressalta que o seu diretor, delegado Alexandre Ramagem, deve o cargo a Bolsonaro e sempre despacha com ele.

Para quem não lembra, Ramagem cuidou da segurança de Bolsonaro depois da facada, em 6 de setembro de 2018, e é amigo dos filhos do presidente. Nas redes sociais, avaliza tudo o que a família Bolsonaro pensa ou diz.

ALGO ESTRANHO

No último fim de semana, a propósito da ação de vândalos em São Paulo, ele escreveu: “Tumulto e quebradeira promovidos por criminosos disfarçados de ‘manifestantes’. Policiais estão nas ruas para aplicação das leis e defesa da sociedade, mas são agredidos apenas em razão de seu trabalho e de sua farda.” Foi mais ou menos a mesma coisa que Bolsonaro repetiu no dia seguinte, e também seus filhos.

É de se estranhar, pois as entidades que organizam os atos democráticos não compactuam com vandalismos. Fica a dúvida se esses agentes disfarçados estariam nas manifestações apenas para acompanhar.

Compartilhe no WhatsApp

Parceria entre prefeitura e governo melhora ruas e estradas em Ilhéus

Previous article

Em novo decreto, Prefeitura de Itabuna mantém toque de recolher

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.