DestaquesPolítica

Brasil espera PF com autonomia para investigar escândalo entre Covaxin e governo

0

Após as denúncias dos irmãos Miranda e novos fatos sobre compra de vacinas, a Polícia Federal instaurou inquérito nesta quarta (30) para investigar o caso Covaxin. Segundo a Folha de S.Paulo, a condução será da Diretoria de Investigação e Combate ao Crime Organizado.

Nesta terça, o ministro da Justiça, Anderson Torres havia solicitado a PF que abrisse a investigação. Coincidiu com o ato, no mesmo dia, do Ministério da Saúde, que suspendeu o contrato com a Precisa Medicamentos, para a compra de 20 milhões de doses da Covaxin.

O caso foi denunciado pelo servidor da Saúde, Luiz Carlos Miranda, e seu irmão, o deputado federal Luis Miranda, e envolve o já demitido da diretoria de Logística do Ministério, Roberto Dias, e também o líder do governo Bolsonaro na Câmara Federal, deputado Ricardo Barros (PP).

Agora, a expectativa é de que a Polícia Federal atue com a autonomia necessária. É importante apurar as denúncias e identificar os culpados em mais esse escândalo do governo Bolsonaro, num momento em que milhares de brasileiros morrem por falta de vacinas e pela lentidão da vacinação.

Com informações da Folha de S.Paulo

Compartilhe no WhatsApp

Pode passar reto que a Emasa acelerou a operação Tapa-Buraco em Itabuna

Previous article

Tempo fechou para Bolsonaro; “superpedido” de Impeachment é protocolado na Câmara

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.