DestaquesPolítica

Ameaças a Otto Alencar não podem prejudicar CPI da Covid

0

O Brasil atual vive sob ameaças constantes do presidente Bolsonaro à democracia e de seus seguidores, que tentam intimidar quem questiona algo do governo. Desta vez, o centro dos ataques é o senador baiano Otto Alencar (PSD), que instalou a CPI da Covid.

“Recebi ameaças de morte até de evangélicos por causa da CPI. O que me chamou atenção é o caso de uma pastora de Minas Gerais, com mensagem em que usa palavrões. Alguém que usa a palavra de Deus. Esse é o nível de tensão que o bolsonarismo causou”, denunciou Alencar ao “Isso é Bahia”, programa da A TARDE FM com o Bahia Notícias.

Esse fato é um de tantos outros que se observa nas redes sociais e, até, em locais públicos, quando defensores de Bolsonaro agridem quem pensa diferente. Também reforça a interferência que o governo faz na CPI que vai investigar a péssima sua gestão no combate à pandemia. É uma afronta ao Senado e à independência entre os poderes.

“Os conflitos atuais no Brasil são gerados a partir da falta de comando do presidente, seu perfil de extrema-direita e agressivo com adversários políticos. Bolsonaro e seus apoiadores estão vendo o desastre do seu projeto e a crescente perde de popularidade do “capitão”. Vamos combater esses ataques com alto nível de debate e mobilizando a sociedade. Jamais no mesmo nível deles”, destaca Elione Soares, dirigente do Sindicato dos Comerciários.

Compartilhe no WhatsApp

Trabalhadores buscam unidade contra ataques aos direitos

Previous article

Santa Casa x Prefeitura: uma novela sem fim

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.